Pular para o conteúdo principal

Três dias em Amsterdam - Holanda


Quando? Amsterdam é uma das cidades mais turísticas do mundo, por isso, não há uma data específica para se visitar. Porém, super indico programar a viagem durante a primavera (março - junho), período onde cidade fica mais alegre e colorida. Costuma a noitecer por volta as 20hrs. Também é neste período que o maior jardim do mundo fica aberto à visitação.
A baixa temporada é no inverno (dezembro - março) quando faz muito frio, as chuvas são mais frequentes e os dias são mais curtos. O verão é a alta temporada (junho - setembro), os dias ficam claros anoitecendo por volta das 22hrs, porém, a cidade fica mais cheia, os preços dos hotéis e as filas das atrações aumentam bastante. A paisagem no Outono (setembro - dezembro) também é bonita, mas costuma chover bastante.
Período da viagem: Abril/2017 - Primavera

Hospedagem:  Ficamos hospedados na Rua Damrak, super bem localizada, em frente a Estação Central, a 5 minutos da Red Light District, e apenas 6 minutos de caminhada da Dam Square, uma das principais praças da cidade. Foi um ótimo custo benefício! Economizei bastante com transporte e tempo de locomoção. 

Compras:  Diferente dos Estados Unidos, na Europa tudo fecha cedo! 
De segunda à quarta e de sexta à sábado, o funcionamento das lojas vai de 9h às 18h. Quinta-feira é a koopavond - "noite das compras", e as lojas ficam abertas até 21h. Domingo é mais restrito, e o funcionamento vai de 12h às 17h. Os preços na Europa também não são tão atrativos.
Andando pelas ruas de Amsterdam (na região da Heineken) encontrei um feirinha/mercado de rua incrível! Fiquei tão encantada e enlouquecida que esqueci de anotar o nome da rua. Comprei duas malas e alguns casacos. Além disso, você vai encontrar flores, comidas, quinquilharias, entre outras coisinhas. Nesses mercados você vai encontrar os melhores preços!

Parceiro: Durante a viagem, ficamos conectados 24hrs graças a Easysim 4u.
Coloquei o chip dentro do avião e já cheguei conectada no meu destino. O chip possui cobertura em mais de 140 países. Logo, utilizei o mesmo chip em todos os países que estive.
Foi minha primeira viagem internacional sem dependência de redes wifi. Além de compartilhar fotos e vídeos nas minhas redes sociais, pude acessar o Google Maps sempre que necessário facilitando muito a minha vida!
Vai viajar? Entre em contato com a Easysim 4u no instagram e no site.

Roteiro: 
1º dia: 
Desembarcamos no Schiphol Airport e compramos um ticket (trem) para Amsterdam Central por 4,20 euros. A viagem dura em torno de 15 minutos.
Procurei me hospedar pertinho da estação, pois meu custo com translado aero x hotel foi quase zero. Além de outros deslocamentos que acabei economizando.

Bem pertinho do nosso hostel está o Sexy Museum. Pagamos 5 euros para visitar. Que lugar engraçado e curioso! Como o próprio nome já diz, trata-se de um museu do sexo. 

De lá, fomos conhecer o famoso Red Light District, o bairro da Luz Vermelha.
Se engana quem pensa que a região é frequentada apenas por homens. O bairro é frequentado por homens, mulheres, jovens e adultos. Todo mundo quer passar pelo menos uma vez pelas ruas cheias de vitrines com belas modelos, e outras nem tanto... vivas e à venda! 
Curiosidade: O governo holandês garante assistência médica, fiscalizações para boas condições de trabalho e direitos trabalhistas paras as prostitutas. Por lá, também é possível encontrar cinema erótico, sex shops, casas de shows e coffee shops. O The Bulldog é o mais famoso e frequentado. 
Curiosidade: Ao contrário do que muita gente pensa, a maconha não é totalmente liberada na Holanda. Ela é tolerada para consumo individual. Além disso, você só pode fumar em coffee shops, na sua casa e em alguns hotéis que permitam.

2º dia completo: 
IMAMSTERDAM
Esse é o letreiro mais tradicional (e cheio do mundo), e está localizado em frente ao RijksmuseumSe quiser garantir uma foto como a minha, chegue por volta das 7h. Se sua visita for no inverno, você ainda poderá patinar no gelo no lago que fica em frente ao letreiro. Existe um segundo letreiro localizado no aeroporto, e um terceiro que fica viajando pela cidade.


Seguimos para o Van Gogh Museum, um dos mais famosos do mundo.
O ticket custou 17 euros. 
O museu é enorme, por isso, separe pelo menos 2 horas para a visita. Se você gosta olhar as obras com calma e nos detalhes, separe pelo menos 4 horas!

Outro museu imperdível é o Anne Frank's House, mas infelizmente não conseguimos visitar. Se você tem interesse  procure comprar o ticket com bastante antecedência.
Seguimos caminhando para a Heineken Experienceum dos passeios mais populares de Amsterdam. A visita é super interativa e permite uma experiência incrível aos amantes da cerveja. O ticket custou 17 euros. Logo na entrada, você recebe uma pulseira que te dá direito a 2 chopps.  
Em frente a Heineken, avistamos a agência Blue Boat e resolvemos logo fazer o imperdível passeio de barco pelos Canais de Amsterdam. O ticket custou 17 euros, e o passeio durou 1h10m. O passeio pode ser feito de diversos pontos da cidade, mas se você quiser otimizar tempo/deslocamento, faça esse "combinado". 
Amsterdam é conhecida mundialmente pelas bicicletas. Para se ter uma ideia, sua população é de 800k habitantes e a quantidade de bicicletas é estimada em 2 milhões. A cidade tem toda uma infraestrutura possuindo mais de 400km de ciclovias por toda a cidade. 
*Cuidado para não ser atropelado! Rs*
Uma coisa que me chamou atenção também foi que as motos usam a mesma "via" das bikes. Achei bem interessante a organização do trânsito, o respeito e sinalização. 
Segundo a Associated Press, todo ano cerca de 15 mil bicicletas são retiradas dos canais de Amsterdam. A empresa Waternet é a responsável em manter os canais limpos. Eles utilizam um barco para pescar as bicicletas - serviço feito todos os dias. Ninguém sabe ao certo porque tantas bicicletas acabam indo parar nos canais.
Vocês sabiam que Amsterdam possui mais de 2.500 casas-barco?! 
Após a Segunda Guerra mundial, as casas-barco foram uma solução inovadora para a demanda crescente por casas em Amsterdam e em cidades como Utrecht e Haarlem, com fluxo de canais a partir do centro. Hoje, o mercado de casas-barco é visto como uma área residencial competitiva, assim como a emissão de licenças é altamente restrita. 

3º dia 
Keukenhof: Reserve um dia inteiro para visitar e se encantar pelo maior jardim do mundo. A melhor época para visitar é meados de abril até começo de maio, quando os jardins estão no ápice da floração.



Como chegar? Pegamos um trem na Amsterdam Central Station até o aeroporto Schinpol Airport (4,20 euros - 15 minutos). Lá, compramos o ticket do ônibus c/ entrada para Keukenhof (24 euros - 1h). 

Se você não tiver a oportunidade de visitar Amsterdam na primavera e ir até Keukenhof, coloque o Vondelpark no seu roteiro.
Você algum dia já imaginou um parque de diversões no meio de Amsterdam?! Para ser mais precisa, no meio da Dam Square com direito a roda gigante, carrossel, trem fantasma, barraquinhas de algodão doce, crepes e waffles?!
Acho que foi um presente de aniversário hahaha 
A Dam Square é uma praça que serve de sede para protestos e comemorações. Ao redor da praça você também vai encontrar o Madame Tussauds (não visitei porque já fui em NY e Hollywood), lojas, prédios históricos, e o Obelisco, um monumento Nacional construído em 1956 para comemorar os veteranos da II Guerra Mundial. Em 4 de maio, os holandeses se reúnem por lá para guardar um minuto de silêncio das vítimas da guerra e festejam o dia da libertação no dia seguinte. No aniversário do rei, em abril, a praça é invadida por pessoas vestidas de laranja, a cor nacional, e tomando cerveja para comemorar.

No próximo post vou falar sobre o bate e volta que fiz para Rotterdam e Bruxelas saindo de Amsterdam.

Comentários

  1. Esta roda gigante funciona em quais meses?

    ResponderExcluir
  2. Olá! Esse parque foi montado em abril de 2017, na semana que cheguei lá, e pelo que vi nas postagens recentes de amigos, o parque continou por lá. Não sei dizer se é definitivo.

    ResponderExcluir
  3. Quanto custa andar na roda gigante

    ResponderExcluir

Postar um comentário