Pular para o conteúdo principal

Carnaval em Salvador


Duração da viagem: 5 dias - Carnaval
Apesar da cidade estar lotada, foi possível conhecer os principais pontos turísticos da cidade.
Hospedagem: Me hospedei na casa de um amigo, logo, não tenho dicas =(

O que fazer em Salvador:
Pelourinho é parada obrigatória. Está localizado no Centro histórico da cidade, e possui um conjunto arquitetônico colonial barroco. 
Tem que ter fôlego para encarar as ladeiras, viu?! Só de olhar essa foto e lembrar já fico cansada. hahaha
→ Não aceite cordões / pulseirinhas / fitinhas pelas ruas. 
Se você resolver aceitar, se prepare para desembolsar um trocado. kkk
O Elevador Lacerda é o primeiro elevador urbano do mundo, com 72 metros de altura. Cumpre a função de transporte publico entre a Praça Cairu, na Cidade Baixa, e a Praça Tomé de Souza, na Cidade Alta. O elevador chega a transportar 900 mil passageiros por mês.
Hoje é um dos principais pontos turísticos e cartão postal da cidade. Do alto de suas torres, é possível avistar a Baia de Todos os Santos, Mercado Modelo, e ao fundo o Forte de São Marcelo.
Com 8.410 m² e dois pavimentos, o Mercado Modelo abriga 263 lojas que oferecem a maior variedade de artesanato, presentes e lembranças da Bahia.  
Não deixe de visitar a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. É lá que são distribuídas as famosas fitinhas do Bonfim.
O famoso circuito Barra-Ondina: Não tenho muitas fotos, pois, na época, não era tão viciada  como atualmente. No primeiro dia, vimos todos os trios da rua. Não confundam "assistir na rua" com "ficar na pipoca". A pipoca é o grupo de pessoas que segue  o trio fora da corda (área demarcadas para as pessoas que estão de abadá). Conseguimos encontrar um local tranquilo na calçada, e ali nos instalamos para ver os trios. Compramos abadá apenas em um dia. Para nós, péssima ideia... não ficamos mais que 30 minutos dentro da corda. Há quem goste, mas nós não gostamos da experiência.  
Se eu passaria Carnaval em Salvador novamente? 
Sim! Se ganhasse Cortesia para os melhores camarotes hahaha
As praias do Nordeste são maravilhosas, sempre com águas mornas. Não lembro o nome da praia que visitei.. mas de uma coisa eu lembro e tenho certeza: A praia era linda! Ah! Sobre o famoso Acarajé?! Experimentei e adorei!
praia do Forte também é uma ótima opção. Nela, você também visitar a principal sede do Projeto Tamar, responsável por cuidar, preservar e proteger tartarugas marinhas. Fora de época, é possível frequentar a praia da Barra com mais tranquilidade. É nela que está localizado o Farol da Barra, um importante cartão postal da cidade.

Comentários